Arquivos de Categoria: FOLHA PONTAL

Folha Pontal nas eleições/2016

Pelo menos dois nomes de pré-candidatos a vice-prefeito tiveram pedidos de prisão revogados pela Justiça

Resultado de imagem para pontal do paranaA bomba explodiu as vésperas das convenções. Outro nome cotado para vice, também, é suspeito  de estupro no passado e vive um inferno astral. Nunca é demais lembrar que na eleição passada, o vice-prefeito concorreu  e venceu as eleições condenado pela Justiça por atentado violento ao pudor contra uma criança de 2 anos. Por isso, uma reviravolta aconteceu nas últimas horas e ninguém se entende na oposição. O alerta foi feito por um escritório de advocacia que trabalhou no caso, cujo processo é quilométrico e o pré-candidato  depois de livre “despareceu”.

 

Folha Pontal nas eleições/2016

Entrevista

Abrão Oliveira, pré-candidato a prefeito de Pontal do Paraná, concedeu entrevista à TVSambaqui. Ele foi ético, não fez ataques pessoais. Porém, teceu severas criticas a atual administração do prefeito Edgar Rossi. Oliveira pretende reduzir em até 80% os cargos comissionados.  è o fim dos orelhas secas, como diria Valdevino Simões, na administração municipal

 

Folha Pontal nas eleições/2016

Destaques do Jornal TVSambaqui/FolhaPontal, desta terça-feira, dia 19

 

CRIME COVARDE NO FUTEBOL AMADOR

PM  mata pai de família e tenta alterar a cena do crime

O criminoso estava de folga e alegou  que a vítima estaria armada. Testemunhas desmentem a versão.

Um policial militar lotado na Ronda Ostensiva Tático Móvel (Rotam) do 22º Batalhão da Polícia Militar (BPM), na região metropolitana de Curitiba, matou um jogador de futebol durante uma partida de um campeonato amador, em Campina Grande do Sul. O policial de folga, que não foi identificado pela PM, e Gilson Camargo jogavam futebol, em times diferentes. O crime aconteceu após os dois serem expulsos. Segundo espectadores, o policial disse que suspeitou que Gilson estivesse armado porque andava com as mãos na cintura.
Gilson era casado, tinha um filho de 8 anos e trabalhava como representante comercial. Foto: Reprodução
O crime aconteceu em uma cancha de grama, na Júlio Guidolin, no Jardim Santa Rosa. O time do policial disputava uma partida contra a equipe de Gilson. Em momentos diferentes, ambos foram expulsos e terminaram de assistir a partida pela arquibancada. A versão do policial é que ele perseguiu Gilson, em direção ao estacionamento, por imaginar que ele estivesse armado, já que andava com as mãos na cintura, segundo o policial.
“Uma pessoa morrer com três tiros nas costas porque estava com uma garrafa de água na cintura e um policial pensar que fosse arma, meu Deus. Depois de dar os tiros e o Gilson no chão, o policial ainda aponta a arma para a gente, para as crianças”, descreveu outro jogador que viu a ação do policial.

Segundo testemunhas, o policial deu voz de abordagem ao jogador, que caminhava em frente dele, mas não esperou que Gilson se virasse ou colocasse as mãos na cabeça. “Ele estava na arquibancada torcendo pro time dele e o policial disse que ele foi para o carro dele pegar uma arma. Todos viram. Ele disse mão na cabeça e atirou, sem tempo do Gilson fazer absolutamente nada. Covardia, três tiros nas costas”, disse outro jogador revoltado com a morte do colega.
O presidente do time de Gilson, Márcio César de Lima, do Ousadia Esporte Clube, atribuiu os disparos ao nervosismo pelo time do policial estar perdendo dentro do campo. “Ouvi os tiros e fui correndo. Quando eu cheguei, vi o policial com os joelhos nas costas do Gilson. Perguntei o que tinha acontecido e o policial me disse: ‘saia daqui senão eu estouro você’. Que despreparo é esse? Nervoso porque o time do cara estava perdendo por 1 x 0. Quis dar tiro porque estava perdendo”, finalizou Márcio.

O 22º BPM foi acionado e colegas da corporação colocaram o policial que atirou em Gilson dentro da viatura. A Polícia Civil não quis dar nenhuma declaração no local. A arma que supostamente estava na cintura de Gilson teria sido encaminhada à Delegacia de Campina Grande do Sul pelo próprio policial que efetuou os disparos – embora a Polícia Militar (PM) seja responsável, justamente, por manter a preservação do local do crime, sem retirar objetos que sejam contextualizados pela Criminalística.

Entretanto, na delegacia, não havia nenhuma suposta arma apreendida da vítima. A assessoria da Polícia Militar (PM) informou que está recolhendo informações sobre o caso e que vai se pronunciar somente amanhã. Gilson era casado, trabalhava como representante comercial em uma empresa de bebidas e tinha um filho de 8 anos.

Folha esportiva

Campeonato municipal de futebol de campo – 2016:

A bola vai rolar para as semifinais do campeonato

Domingo vai rolar muito futebol no campo “Edinal Tavares” em Shangri-lá. Agora é tudo ou nada, a rodada dupla vai apontar quem vai brigar pelo titulo da temporada. Todos os caminhos levam para o campo de Shangri´lá palco das duas partidas deste domingo dia 17.

13 horas – “Meninos da Vila” x “Vila Nova”

Jogão de bola que terá o veterano Mico comandando o time dos “Meninos” além de ter a preferencia da torcida, pois tem muitos jogadores de Shangri-lá. Pelo lado da “Vila” tem a marca de uma equipe muito forte, o técnico Tiano joga suas fichas para levar sua equipe a primeira final do time na historia do campeonato municipal.

 

15 horas – Praia de Leste x Grêmio Esportivo Vila Nova

Para alguns uma final antecipada, duas equipes que encantaram o torcedor Pontalense nas fases de grupo. O time de Praia de Leste do técnico Roberto é o atual campeão e o único que venceu nas quartas de final, as outras equipes tiveram que disputar a classificação nas cobranças de pênaltis. O time do Grêmio que no ultimo campeonato terminou sua participação invicto sendo eliminado nos pênaltis busca mostrar para Pontal que a cidade tem mais um clube de ponta. Vai ser um jogaço de bola.

Agora é aguardar e superar a ansiedade, afinal a torcida vai ser o 12º jogador.

ikoesporte@hotmail.com

Face – Paulo Felski.

Folha Pontal nas eleições 2016

Primeiro dia do Arraiá da Lua atraiu grande público

O evento folclórico começou na quinta-feira(14) e vai até domingo, dia 17

A festança que promete ser a maior deste ano na cidade praiana acontece no calçadão de Santa Terezinha, em Pontal do Paraná, litoral do estado

Arraiá da Lua atrai muita gente bonita…

Arraiá da Lua atrai muita gente bonita…

Arraiá da Lua atrai muita gente bonita…

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 5.171 outros seguidores