Autor Arquivo: folhapontaldoparana

Domingo é dia “D” abertura da XV Copa Litoral/2014

Pontal do Paraná pega Morretes na estréia da Copa Litoral

Jogo acontece neste domingo, dia 3, as 15h00 no Estádio do  Cruzeiro, em Morretes

XV COPA LITORAL de FUTEBOL de CAMPO 2014
COMPETIÇÃO AMADORA do LITORAL

CHAVE A
SANTA ROSA
SÃO VICENTE
ESCAMOSO

CHAVE B
MATINHOS
GUARATUBANOS
ILHA DO MEL

CHAVE C
PONTAL DO PARANÁ
MORRETES
ACADÊMICOS DO LITORAL

Fonte: Equipe Bola Na Rede

FOLHA SOCIAL

Casamento


Acontece neste sábado, dia 02, na Pousada Paraíso do Sul, em Shangrí-lá, o enlace dos jovens Raoni Tavares e Giovanna Rebuli de Abreu. Ele filho do amigo Zequinha Tavares e ela filha do vereador  Osni Ceará (licenciado), atual secretário de esportes da prefeitura de Pontal do Paraná. O destino para a Lua de Mel não é revelado. Ao Feliz Casal, antecipamos nossos parabéns!!!

Hoje é dia “D” Rodeio Crioulo no CTG Desgarrados do Pago

PATROCÍNIO

TERRAPLENAGEM ZAMPIERI

Em Terraplenagem: Seja o primeiro a avaliar

41) 3458-1355 ou Tel 41 9645-5775

Rod Praias, 2000 – km-17 Praia de Leste (Pontal do Paraná), PR | CEP: 83255-000

PGM de Pontal do Paraná muda de novo. Ôh, lugar!?

A Procuradoria do Município de Pontal do Paraná mudou de Procurador Geral  pela 5ª vez

Isso em menos de 2 anos do governo do prefeito Edgar Rossi

O atual governo iniciou-se com o Drº. José Kruppel na Procuradoria Geral do Município. Dorou pouco mais de 60 dias. Depois passaram os advogados  Drº Cristian Moraes (120 dias),  Drº. Marin (120 dias) Drº Rudinei Reis (180 dias) e novamente Drº. Marin (180). Este último deixou a Procuradoria ontem, dia 30, por decisão do prefeito Edgar Rossi. De acordo com informações, 0 5º Procurador  Geral do Município, nomeado pelo atual prefeito, assume o cargo nesta  sexta-feira, dia 1º de agosto. Ele é o jovem advogado Drº. David Dall’stela Costa. Resta saber por quanto tempo ficará no cargo mais importante e inseguro do governo. Ou é mentira?

No entanto, o Drº Marin continuará no governo. Ele deverá assumir a Defensoria Pública, atualmente ocupada pelo Drº Aguinaldo que deverá ser remanejado para a Procuradoria Geral. Procurado pela nossa reportagem,  o prefeito Edgar não  foi encontrado para comentar a decisão. Sabe que outras decisões importantes podem acontecer a qualquer momento, especialmente no quadro de comissionados. É hora da turma do cafezinho ficar esperta.  Drº Evandro, Procurador de Carreira e um dos mais experientes na PGM. Ele está de licença médica. Só volta na semana quem vem. Segundo consta, a ideia vinha sendo amadurecida. A notícia pegou o PV de Pontal do Paraná de surpresa. Drº  Marin é ligado ao partido. Por isso, o ki-suco verde pode ferver em plena campanha eleitoral.  Ontem, também, aconteceu uma importante e acalorada reunião no gabinete do prefeito Edgar Rossi. O Presidente do Partido, Fernando Marzo, o popular Fernandinho, atualmente exercendo o cargo de assessor especial, deixou a reunião com cara de poucos amigos. Ele também não foi encontrado para falar sobre a decisão na PGM. Nossa reportagem apura outros detalhes. Enquanto isso, uma pesquisa não divulgada oficialmente aponta que o governo do prefeito Edgar Rossi possui 58% de aprovação dos pontalenses. Será? Pelo sim ou pelo não, o fato é que a cidade está cada vez melhor para se viver em comparação a outros municípios. Prova disso, é que não para de crescer no estado, segundo dados do IBGE.

Ki-suco ferveu de novo na Procuradoria Geral do Município de Pontal do Paraná

Sai Drº  Carlos Eduardo Marin entra David Dall’stela Costa

A decisão foi tomada ontem pelo prefeito Edgar Rossi. Por isso, a partir desta sexta-feira, dia 1º, o novo Procurador Geral do Município é o Drº. David Dall’stela Costa (foto). Ele começa a trabalhar imediatamente

 

Ki-suco ferveu na Justiça Eleitoral entre o PMDB de Pontal do Paraná e filiado que queria entrar no partido na marra

Processo foi extinto  sem julgamento do mérito por falta de interesse processual

Em vista da sucumbência,  os autores foram condenados ao pagamento das custas processuais e honorários advocatícios. Cícero Roberto Andrade e outros, além de rejeitados  terão que de pagar  “quatrocentão de custas”.  Confira!!!

 

ADVOGADO : 50543/PR – RUDISNEY GIMENES FILHO
VEICULAÇÃO : 28/07/2014 00:00:00
BOLETIM : SEM NOTA
ÓRGÃO : TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO PARANÁ
VARA : 194ª ZONA ELEITORAL
CIDADE : CURITIBA
JORNAL : DIÁRIO ELETRÔNICO DA JUSTIÇA ELEITORAL DO PARANÁ
PÁGINA : 6
EDIÇÃO : 143

Atos do juiz eleitoral Relação 16
Filiação Partidária nº 10-06.2014.6.16.0194 Filiados: Cícero Roberto Andrade e outros Partido: PMDB de Pontal do Paraná Advogados: Verginia Mara Pedroso, OAB/PR nº 24.099 e Rudisney Gimenes Filho, OAB/PR nº 50.543 Vistos e examinados estes autos n.º 10-06.2014 Os interessados, constantes da relação de fls. 3/3, formularam pedido para que este juízo determine suas inclusões na lista de filiados do PMDB de Pontal do Paraná, o que foi deferido liminarmente (fl. 48), por se julgar ter ocorrido mero atraso do partido na lista de atualização de filiados, eis que encerrada em abril. Não obstante, o Partido do Movimento Democrático Brasileiro – PMDB de Pontal do Paraná salientou a autonomia partidária e esclareceu que foram impugnados os pedidos de filiação dos autores, de modo que, seguindo o estatuto partidário, a situação foi comunicada ao Diretório Estadual e está em fase de análise, não havendo prova de infração às normas partidárias, que pudesse autorizar a inclusão judicial liminar, fls. 55/97. Dessa forma, a liminar foi suspensa, inclusive porque os autores sequer poderiam concorrer às eleições de 2014, por não estar cumprida a filiação ânua, fl. 107. O PMDB ofertou contestação de fls. 110/135, aduzindo o não cabimento do pedido judicial de filiação partidária, sendo inepta a inicial, posto que não há prova de desídia ou má-fé do partido. No mérito, diz que a questão de filiação é competência partidária, não se falando em atuação do Poder Judiciário. Juntou documentos. O Ministério Público entendeu que a Justiça Eleitoral não é palco para o presente pedido, e sim a Vara Cível, posteriormente aduzindo falta de interesse público a justificar a atuação municipal, fls. 176/181. Decido. Trata-se de pedido de determinação judicial para filiação dos interessados no quadro do Diretório Municipal do PMDB. Não obstante a opinião ministerial, este juízo entende que a competência para eventual conhecimento do pedido pertence, de fato, à justiça eleitoral, e não à vara cível. Entretanto, assiste razão ao contestante no que respeita à autonomia dos partidos políticos, assegurada pela Constituição Federal (art. 17). Se não, vejamos: Art. 17. “É livre a criação, fusão, incorporação e extinção de partidos políticos, resguardados a soberania nacional, o regime democrático, o pluripartidarismo, os direitos fundamentais da pessoa humana e observados os seguintes preceitos”: (…) §1º. “É assegurada aos partidos políticos autonomia para definir sua estrutura interna, organização e funcionamento e para adotar os critérios de escolha e o regime de suas coligações eleitorais, sem obrigatoriedade de vinculação entre as candidaturas em âmbito nacional, estadual, distrital ou municipal, devendo seus estatutos estabelecer normas de disciplina e fidelidade partidária.” Dessa forma, não cabe ao Poder Judiciário meramente determinar a filiação de interessados quando não comprovada má-fé ou ato discriminatório do partido, ao indeferir pedidos de filiação. É que, sem embargo da liberdade de escolha e filiação dos cidadãos, com efeito, devem ser respeitadas as normas internas dispostas no estatuto do partido, as quais já devem ter sido apreciadas, ao ser registrado, por eventuais interessados na declaração de possíveis discriminações. Ocorre que, neste caso, a análise dos documentos demonstra que sequer existe, até o momento, o efetivo indeferimento das filiações dos interessados, isso porque, formulados os pedido de filiação, alguns correligionários impugnaram os pedidos dos autores e, seguindo as normas estatutárias, os autores foram intimados a responder as impugnações apresentadas, consoante documentos de fls., faltando ainda a apreciação do Diretório Estadual do Partido. Destarte, antes de se analisar a possibilidade jurídica do pedido, em vista da autonomia partidária, há que se verificar que os pedidos dos autores se encontram em fase de recurso, não se verificando, portanto, interesse de agir, posto que não há pretensão resistida. Sobre a falta de interesse de agir, veja-se comentário inserto por Theotônio Negrão no artigo 267 de seu Código de Processo Civil (Saraiva, 44ª ed.): Art. 267:38. “Se ainda não existe resistência à pretensão deduzida pelo autor em juízo, este é carecedor de ação, por falta de interesse processual, pois a existência de litígio constitui ‘conditio sine qua non’ do processo” (RJTJERGS 152/602. Diante do exposto, julgo extinto o processo sem julgamento do mérito, com fundamento no artigo 267, inciso VI, do Código de Processo Civil, por falta de interesse processual. Em vista da sucumbência, condeno os autores ao pagamento das custas processuais e honorários advocatícios de R$ 400,00. Publique-se. Registre-se. Intimem-se Oportunamente, arquive-se. Matinhos, 22 de julho de 2014. Danielle Guimarães da Costa .-

Informe Publicitário

Hoje é dia “D” curso de capacitação para os professores e diretores dos CEMEIS de Pontal do Paraná

Tempo Real

O evento  está sendo realizado no Auditório Municipal

O secretário de Educação Marcos Pacheco discursou falando da importância do trabalho realizado nos Centros de Educação Infantil do Município. Ele elogiou e parabenizou os profissionais da educação infantil. O prefeito Edgar Rossi esta presente na abertura dos trabalhos e deve falar em instantes.

Folha Social

Quem celebra mais um ano de vida nesta quinta-feira, dia 31, é a professora Renata Marinho (Rede Municipal de Ensino de Pontal do Paraná). Ela  também é Conselheira do Sinpontal. Pela data festiva, recebe os parabéns dos pais, filho Bernardo, demais parentes, colegas de trabalho, amigos, amigas e da turma aqui da casa. O local do comes & bebes não foi informado. Nossa parte no bolo queremos em dinheiro. Felicidades, Rê!!!

FOLHA SOCIAL

NASCIMENTO

Rafaela nasceu ontem no Hospital Paranaguá. Ela é filha do  casal  empresário, Gustavo e Fernanda. Ele do ramo de gastronomia e ela Imobiliário. O casal que já tinha a filha Gabriela, ganha também a Rafaela para completar a felicidade. Parabéns!!!

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 3.749 outros seguidores